quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Donna Con Te – com prosseco e salton

 

 

“Amar uma mulher como meu coração exige
prosseguiu –, constitui para meu espírito
a consumação de seus mais ansiados ideais.”

 

salton

 

Nesse ano que se inicia, recebi algumas imagens em minha vida, e nessa tela mental que passa como algo semelhante as fotos em vídeos, vi a sua em algumas delas. Nesse mundo invisível que se revela no meu interno, percebo que tenho que ter conhecimento para poder juntar esses fragmentos de imagens a ser revelado, ou se não fizer algo vai ficar oculto nessa minha existência.

No momento não me preocupo, mas fico muito inquieto com meu espírito pois sei que nada ocorre por acaso. Assim sendo, meus olhos tem a utilidade de criar imagens, muito más eficaz que as mais poderosas máquinas fotográficas porque todas as imagens que a vejo e crio, tive a oportunidade de fotografar você em muitos momentos, o tempo foi tão curto que o universo físico nem perceberá dessa existência. Mas no meu mundo interno esse tempo se tornou eterno, porque ele sempre viverá e quanto permanecer nessa existência.

 

planetas1 

O entendimento me mostra que; essa existência física existiu antes no plano invisível, ou seja na mente de quem a criou.

Vamos exemplificar, “O universo foi plasmado primeiro na mente universal de Deus”, e dar no impulso gerado por essa poderosa energia o universo começou a se expandir e a gerar sistemas como planetas, estrelas e etc.

Da mesma forma nos foi dado esse bem universal, e isso ficou relegado ao homem, algo tão maravilhoso que somos o único da espécie que temos a capacidade de criar, isso temos a faculdade de criar algo novo, porque nessa mente universal foi deixado esse propósito, mas para isso foi deixado também muitas leis universais invisíveis para controlar, regular esse universo.

caminhar

 

 

No inicio quando o homem, ainda caminhava, comia, dormia e voltava a caminhar novamente, como nômade sem, terra, sem pátria; embora hoje muitos ainda o fazem isso, e onde eu me encontro também.

 

O que quero dizer é antes, quando o homem não tinha conhecimento, melhor não tinha consciência para poder identificar essas mensagens enviadas por Deus em conhecimento, deixou ao seu lado alguém, a mulher com sua sensibilidade, para lhe inspirar nessa mais nobre tarefa de desvendar esse mundo superior.

Vamos entender melhor como isso funciona, deixando com González Pecotche, quem mais entende sobre o mundo interno e mental da psicologia humana: Está no livro Intermédio Logosófico – Os dois amores página 95 e em Senhor De Sándara – página 307.

“Em sua fisionomia notava-se a segurança de seus pen­samentos e em seus olhos se observava todo o encanto de sua beleza interior, confirmada em cada oportunidade por sua voz suave e serena. Certo dia um de seus bons amigos perguntou-lhe em tom de confidência:

- Diga-me, que conceito tem formado da vida? Não pensou nunca em amar a uma mulher que venha a ser . . . (uma página ausente – leia o livro “risos”).

Animatio11222

Seguiu-se um profundo silêncio, durante o qual a mirada do amigo parecia querer perscrutar o semblante melancólico do jovem pensador. Finalmente, depois de uma prolongada meditação, este começou a responder às perguntas que aquele formulara:

É verdade tudo quanto disse, efetivamente. Mas a causa que constitui essa verdade estranha todo um mistério; o que você percebe é tão somente o reflexo ou a imagem de verdades superiores. Mas o amor real, do qual tenho lhe falado superficialmente em algumas ocasiões, não é, como pensa, o único que reside no meu coração; minha humana natureza, ao exigir-me que albergue nele o amor à humanidade, me obriga, para não descer ao plano do reino inferior ao homem, buscar o aliciante do espírito e amar o verdadeiro, a fim de não me ver subjugado pela matéria e evitar que meu coração se endureça com o egoísmo das paixões humanas.

Agua_dos_Sonhos 
Amar uma mulher como meu coração exige - prosseguiu -, constitui para meu espírito a consumação de seus mais ansiados ideais. Uma mulher que compreenda a silenciosa linguagem do meu coração; que seja como eu sou; que me acompanhe no longo sendeiro da evolução e que se irmane com minha alma, para que um dia cheguemos os dois aos sublimes graus da perfeição.

 

Uma mulher em cujos olhos possa ler, em meus momentos de íntima meditação, todo um poema de amor, iniciado já em épocas passadas; uma mulher que reúna em si todos os encantos da Natureza; uma mulher, enfim, que seja o oásis de todas as minhas inquietudes . . . (continua no livro “risos”).

Tive um amor ao qual meus delicados sentimentos tributaram a maior devoção; amor no qual acreditei, embora palidamente, ver refletido aquele. Mas as necessidades físicas, com suas inseparáveis companheiras de adversidade, me fizeram descuidar o rumo que traçara a meus pensamentos; pouco depois, a realidade do ambiente criado foi apagando a imagem do ideal forjado, aparecendo em seu lugar a fisionomia de quem ri de nossas desventuras. No entanto, não posso me queixar, porque agora compreendo que exigia uma prenda que, muito possivelmente, não me pertencia. Por outra parte, minhas imperfeições me falam da impossibilidade de conciliar a fantasia com a realidade.

 

sonhos_portoamor_top

Lembro-me que uma vez tive um sonho durante o qual alguém parecia me dizer: 'Um dia destes, talvez não longínquo, achará acidentalmente, em certo lugar, a mulher que constitui seu ideal; mas advirto que a encontrará muito diferente de como a forjou. Só de você depende e nas suas mãos estará modelar sua imagem à semelhança da que seus pensamentos perfilaram em seu coração".

 

Compreendi, ao escutar estas palavras, que, assim como somos capazes de esboçar em nossa mente o desenho de esculturas tão perfeitas, deveríamos também, ser capazes de realizá­-las no humano coração da mulher. Sim, meu bom amigo; assim é o homem ... Pretende sempre, nisto como em tudo, adquirir as coisas feitas; feitas conforme as exigências de sua néscia pretensão. Mas não pensa que são suas próprias mãos as que devem empunhar o martelo e o buril para modelar essa escultura humana, pois tão somente elas podem executá-la com perfeição, porque seu coração e sua mente são os únicos órgãos capazes de conceber o segredo dessa imagem intima e profunda que contém as sublimes belezas do original.

Sensatas palavras as suas - respondeu o amigo -, mas para que o homem empunhe o martelo da tenacidade, que simboliza o trabalho do operário infatigável, e o buril da constância, que significa a não interrupção do mesmo, a continuidade no esforço até completar a obra, deve antes pôr-se em condições, e, para isto, deve adquiri-las, uma vez que a maioria carece em absoluto de conhecimentos tão profundos.

 

ciumes1 

- É uma verdade o que expressou, e a falta desses conhecimentos é, justamente, o que submerge o gênero humano na infelicidade, que é a incompreensão das coisas verdadeiras e eternas.

Assim é como a maioria dos lares são verdadeiros cárceres humanos, onde o amor, ao se afastar dos corações dos cônjuges por desaparecer o ideal que cada um forjara intimamente, sente que o frio da realidade apaga pouco a pouco as chamas de sua ilusão.

E tudo, por que?... Porque tanto o homem como a mulher, jamais pensam, ao casar-se, que é este um dos atos de mais sagrada transcendência para a vida do espírito, por entranhar de per si um dos mistérios da Criação. Se dirigir seus olhas à maioria dos lares, contemplará a mesma dolorosa realidade: parecem verdadeiras tumbas do amor humano, cobertas de flores murchas e desfolhadas. E os filhos, essas inocentes criaturas que assistem perplexos ao drama triste e sensível de seus próprios pais, não lhe sugerem a idéia de meditar sobre tudo quanto tenho referido?

Sim; compreendo, sem lugar a dúvidas, que nada deve ser feito fora de hora, e muito menos, sem meditar as conseqüências. Também compreendo agora, através do brilhante reflexo de suas palavras, a diferença que existe entre o amor comum e o amor verdadeiro. O primeiro é fogoso, impulsivo, cheio de violência. Tão logo desperta, giram os instintos; surge o desejo de possessão, atormentando o coração e fazendo-o padecer o sofrimento de uma constante amargura.

 

ciume 

Os ciúmes, o egoísmo e o desejo perturbam constantemente a ação mental, e, pouco a pouco, a vontade se inverte; rompe-se o equilíbrio polar e uma nova adversária surge no cenário interno: a ansiedade, que priva do sono.

 

 

O verdadeiro amor não se expressa com palavras ocas, cheias de sonoridade para impressionar e cativar, senão com a eloqüência do silêncio, que é música de anjos, canto de virgens.

Esse amor jamais se expressa com palavras, em fingidas expressões de doçura, senão que vive no coração, sem contaminar-se com a atmosfera externa.

- Sabemos que quando Deus criou o homem e o consagrou rei da Criação, notou que algo lhe faltava para completar a obra; esse algo era, precisamente, a mulher, o encanto da mulher que, com sua sensibilidade, simboliza o aspecto divino da existência do homem. Ela lhe foi apresentada como companheira e colaboradora da obra que ele devia erigir sobre a terra: a família humana e o mundo. Foi-lhe apresentada, também, para que visse refletidos nela todos os encantos da Natureza e para que compreendesse que devia ser para ele o reflexo de sua própria alma, feminina também; vale dizer, para que sempre tivesse presente que essa imagem, posta frente a ele, não tinha por finalidade satisfazer, simplesmente, as prementes exigências do instinto, senão para adquirir aquilo que, nela manifesto, está igualmente dentro de seu próprio ser. É, pois, a mulher, a expressão manifesta do espírito do homem, como o homem, a expressão manifesta do espírito da mulher.

sonhos (2) 

Nada há que possua mais encantos - prosseguiu - que a pureza de uma mulher, manifestada em seu coração de esposa e de mãe; pureza que fala a ela mesma da missão insubstituível de sua existência. Se Deus concedeu ao homem a força para manejar o martelo e o buril, também concedeu à mulher a graça para ser modelada. Está, então, no homem, tal como na mulher, o supremo direito de alcançar a perfeição. Se o primeiro tem a força de sua inteligência para esgrimir o buril com suprema destreza, ela deve ter a força de sua espiritualidade para facilitar a obra e convertê-la em realidade. Livro: Intermédio Logosófico – Os dois amores -página 95 – González Pecotche – Clique na imagem do livro para acessar o site da editora.

il

“Recordou as passagens iniciais do espírito na Terra. A ave, acostumada a voar com liberdade, sentia-se escrava, oprimida entre as grades da carne. Extenuada pela dor, mergulhou finalmente em profundo sono, circunstância que Deus aproveitou para dar o toque cósmico à sua criação, fazendo emergir de sua divina alquimia a mulher.

Que causas haviam intervindo na divisão anatômica da célula humana?...

quantaines

Não havia dúvida, a necessidade do núcleo para que se encadeasse a espécie. Tanto o homem como a mulher haviam sido dotados do poder de pensar, de sentir, de amar, de criar e de procriar, com o que essa finalidade se iria cumprindo cronologicamente. Porém ainda descobriu algo mais, e era o papel principalíssimo que a mulher teria de desempenhar na vida do homem, uma vez que na feminina natureza está contida grande parte dos mistérios que o homem deverá descobrir para alcançar sua elevação aos domínios da sabedoria.

Com tais perspectivas, o espírito havia começado, dentro do invólucro humano, sua evolução através de sucessivas e intermináveis centenas de séculos. Era uma evolução lenta porque a consciência, inerte, havia mergulhado em profundo sono e, como a bela adormecida do bosque, esperava que seu dono, aprendendo seu nome, a chamasse e, despertando-a, lhe oferecesse o cetro da vida. Que significado tinha isso?... Que o homem devia alcançar a mais cobiçada e incomparável de todas as posses com a qual a franquia e o conhecimento do mundo supra-sensível haveriam de se tornar propícios.

O SS

Página 307 – Livro: O Senhor De Sándara – que completou em 2009 seu 50ª. Aniversário da 1ª. Edição, onde foi comemorado em palestras pelos estudantes de logosofia na livraria Saraiva no shopping Ibirapuera no dia 14-12-2009. Esse livro custa R$ 47,00 e está sendo custeada pelos estudantes de logosofia, e vendido com promoção dessa comemoração por R$ 15,00, digo de passagem que esse é meu livro numero um de cabeceira.

Para finalizar o 1º. Artigo de 2010, segue aqui alguns vídeos de uma música maravilhosa, que me faz desvendar alguns enigmas da natureza feminina com sua sensualidade e sensibilidade – Vídeo: Anna Oxa – Múscia: Donna Con Te. 

 

 

Quanti ricordi dietro me
li segnerò nel diario della vita
e terrò quei vecchi batticuori nel presente mio
di bianco e rosso vestirò.
Sarò un angelo per te
quella donna che puoi stringere sul cuore
ma se occorre come il sole i tuoi sensi accenderò
e piano piano poi li spegnerò.
Donna con te, di me chissà che sai
donna con te se tu lo vuoi.
Le tue mani su di me
stanno già forzando la mia serratura
ma la porta del mio cuore all'improvviso si aprirà
ed un'altra donna uscirà.
Sarò una donna che ritrova la sua femminilità
e te la regalerà.
Donna che ti fa stupire solo con la sua semplicità
e che ti amerà.
Quanto cielo su di noi
questa mia età colorala se puoi
e delle notti in bianco e nero quelle le cancellerò
perchè donna io con te sarò

 

Minha livre tradução: Se você ler bem italiano, aceito ajuda “risos”

Muitas memórias atrás de mim
irá marcá-los no diário da vida
e manter aqueles coração velho-beats no meu presente
vestido branco e vermelho.
Eu vou ser um anjo para você
mulher que pode abalar o coração
mas se você precisa de seus sentidos como o sol acender
lentamente e, em seguida, eles vão-se.
Mulher com você, quem me conhece sabe
mulher com você, se você quiser.
Suas mãos em mim
já estão forçando o meu bloqueio
mas a porta do meu coração de repente se abre
e uma outra mulher sai.
Vou ser uma mulher que redescobre sua feminilidade
e te darei.
Mulher faz pensar apenas com sua simplicidade
e que você vai gostar.
Como o céu sobre nós
colorá-la minha idade se você pode
e as noites em branco e preto o borrão
mulher, porque eu estou com você.

Nota:

Para acessar a página da editora do livro, é só clicar na imagem do livro, que dará acesso a editora, se tiver alguma dificuldade me escreva. Como diz os latinos: “Yo soy la garantia”.

Observações e críticas deixe seu recado, que posso melhorar os artigos.

sábado, 21 de novembro de 2009

A saudade mostra que o tempo é eterno

 

Fotoa 014 

Há! saudade, saudade, o tempo que não volta. Descobri um dom que tenho, o dom de ver o futuro, me via hoje nesse exato momento, sem a bisa, e lá ao lado dela, via o futuro, o mais engraçado é, somos tão egoísta, que mal gastamos a vida, com as coisas que eu chamo de pequenez da vida, reclamando de uma coisa a li e outra aqui.

O que posso dizer é toda a minha vida esteve e sempre está nessa pessoa maravilhosa. Uma gota que sai dos olhos adoça a rigidez, adoça a vida, na simplicidade, na ternura. E assim eu acordo a cada novo dia, com a gratidão a Deus por ter vindo a essa vida e na oportunidade de está ao lado de uma pessoa simples e batalhadora.

Fotoa 017 

Recordo-me no dia da minha partida, como querendo bastar a si mesmo. 17 anos depois eu voltei. Ela me disse com o brilho nos olhos, era alegria misturado com emoção; " Eu sabia que um dia meu menino iria voltar pra mim", 3 meses depois ela partiu de vez.

Eu sabia do acontecido pela minha capacidade de ver o futuro, de observar nos ambientes que atuo, e ver as coisas antes mesmos de acontecerem, sabia porque sentia em meu espírito um chamando, compreendia naquele dia o porque tinha que voltar, voltar para está próximo da partida.

A muitos anos, dever ter sido a uns 20 anos atrás, tinha um terreno do lado da casa dela, uma turma invadiu e começaram a fazer uns barracos no terreno. Ela chamou a policia. Quando o policial não conseguiu tirar a turma do barraco, ela apontou o dedo para o policial e disse, vocês não são homens não é!, arregalei os olhos, o policial perdeu a voz, ela foi na casa de todos os vizinhos e deu uma bronca em cada um para pegar a vassoura juntou um bando para expulsar a turma do barraco, o policial interviu. Só sei que o policial ficou de plantão o dia inteiro, ela chamou todos os policiais para comer a delicia da comida dela, até eu estava lá. Quando foi a tarde veio um velho da policia e disse para a turma do barraco, em uma hora eu volto, com os cavalos e vou passar por cima te todos, mais nem que eu tenha que matar um. Nossa a coisa pegou, hoje no terreno tem uma praça.

Fotoa 016

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

A verdade nua e crua (The Ugly Truth)

The Ugly Truth (A verdade feia)

verdadenuaecrua

A verdade nua e crua (The Ugly Truth), como é difícil conseguir uma boa tradução de um idioma. Se formos utilizar a simplicidade, trocando apenas as palavras ou frase está resolvido? Penso que não, já que cada país tem sua cultura que o caracteriza; seja pelo conhecimento que possuem; heranças, conceitos e pré-conceitos herdados pelos povos.

A verdade nua e crua; fica mais apropriado tanto para os bastidores cinematográficos, como para a publicidade do filme. Para ver o vídeo, clique em qualquer imagem do filme, que irá direcionar para o vídeo no youtube.

verdadenuaecrua_9 

Mas o que é a verdade? Se a verdade é algo bom, por que as pessoas não as cultivam? O que impede a conquista desse valor? A pior verdade é aquela que queremos impor a alguém, sem a mesma está preparada para recebê-la, essa é a pior das verdades.

Os povos do mundo, os de hoje e os do inicio na civilização humana, que preferem viver na hipocrisia, medo de revelar seu temor, dando desculpa, “se todo mundo faz assim, é certo que eu também o faça?”.

verdadenuaecrua_6Estou me referindo nessa ultima linha; aos povos e culturas, onde, muitos preferem deixar de pensar, para que os outros o façam para si, e deixam passar; nas próprias dificuldades uma oportunidade de superação.

Ao invés de utilizar as suas faculdades mentais, (1) faculdade de observar, faculdade de sentir, de realizar e a mais nobre das faculdades que está adormecida, a faculdade de pensar, mas preferem deixar essa resposta nas mãos de terceiros, como se fossem eles donas de suas vidas. Assim também o faz no mais nobre conhecimento relacionado a criação e seu criador “DEUS”.

verdadenuaecrua_8 

Escolhi esse tema para esse artigo de outubro, pois durante muitos anos de minha vida, fazia algo que via como sendo uma verdade e um dia minha consciência resolveu atender as minhas inquietudes espirituais.

Sim, dizer não quando temos que dizer não, mentir com doçura, ou se preferir dizer uma meia verdade para não machucar o semelhante, seria melhor deixar o silêncio consertar o erro? Ou ao invés de levar a verdade nua e crua, tentar levar uma imagem de uma experiência própria, para que sirva de exemplo que possa ajudar o semelhante a pensar por si mesmo.

Quem somos nós para poder apontar o dedo para o semelhante? Se Deus faz isso discretamente através de suas leis universais! Como me falta conhecimento para poder levar a humanidade a verdade com doçura com sensibilidade, já que os povos preferem crer ao invés de pensar. Crer é fácil, pensar é difícil, pois essa ultima há a necessidade de utilizar o esforço.

verdadenuaecrua_3 

Certa vez, numa reunião de amigos intelectuais, estávamos num intercâmbio e o nosso tema central era sobre a verdade o que é a verdade?

Recordo-me que em sorriso no rosto, de tão difícil esse tema, alguém pronunciou uma experiência, se referindo que tinha relatado a um perguntador sobre o que era a verdade, onde lhe respondeu: “Existem três verdades no mundo; a minha, a sua e a verdadeira”. Nessa reunião tive muitas reflexões, e a tenho até hoje, sobre esse tema a verdade.

hsm

Clique na imagem, vai direto para o site do livro

Fiz uma referência do livro que estava estudando e o estudo até hoje: Herança de Si Mesmo de González Pecotche. Aqui faço uma pequena observação desse livro, é o livro mais curto que Pecotche publicou em suas obras, têm apenas 32 páginas, uma vez um estudante de logosofia me disse que esse autor, quando escrevia um livro, não escrevia um e sim uns 5 livros de uma só vez. Hoje também sendo estudante de logosofia, pude não só comprovar essa verdade, mais não só eram 5 livros, tinha as conferências, classes e palestras.

Você quer saber qual era essa referência do livro? Se você é um leitor que busca a verdade, penso que sim? Estava pensando em indicar esse livro para você, ao invés de deixar registrado aqui a dita referência! Mas a verdade nua e crua, não será para você nesse artigo.

A verdade nua e crua é; irei ler todo o livro novamente para encontrar essa referência e deixar aqui para você. Como utilizo os ensinamentos desse autor em prol da minha superação, afinal esse é o objetivo e está escrito nos estatutos da instituição, Logosofia em Prol da Superação Humana. Com isso vamos mudar de conceito essa palavra; a verdade nua e crua, a verdade quando é utilizada com o conhecimento que a cerca é se aproxima do criador.

coracao Não haverá bem maior e mais nobre do que se afastar do erro, da mentira, conhecendo sim a verdade; a verdade levada com afeto, com doçura, deixa de ser nua e crua e liberta a mente do homem, para o mais nobre que existem em nós seres humanos, a liberdade de pensar.

Assim sendo, foi muito bom em poder ler novamente esse livro de apenas 32 páginas. Quem diria, no dia que fui comprar o livro mais fino, descobri que é o livro mais difícil de levar a meu entendimento, o conhecimento que tem nesse livro, está muito além das coisas comuns da vida e desvenda muitos mistérios da nossa herança.

Livro Herança de Si Mesmo – González Pecotche, algo sobre a verdade.

HSM2 “Da verdade surgem só afirmações; jamais hipóteses” – sobre-capa do livro.

“Para poder conhecer uma verdade, é necessário aproximar-se dela progressiva e continuadamente, com humildade, empenho e tato”. Página 19 - §2º.

“Há uma verdade de todos conhecida: é a que institui o homem como herdeiro direto da criação. Porém, faltaria ainda conhecer que essa herança está sujeita a leis inexoráveis, que não permitem à criatura humana herdar absolutamente nada enquanto não se faça digna desse presente universal. A lição não pode ser mais sábia e prudente: Não ponhais ao alcance das mãos de uma criança os comandos da usina que distribui a luz, porque vos deixará às escuras. Não aviveis repentinamente a chama do saber na mente incipiente, sem antes recomendar ao beneficiário que retire dela todo pensamento inflamável, pois se correrá o perigo de provocar um incêndio mental. Página 14 - §1º.

A verdade nua e crua,  o que difere esse filme do conselheiro romântico a lá Will Smith do personagem Brutus interpretado por Gerard Butler?

“A diferença é que dessa vez o conselheiro não é romântico como o interpretado por Will Smith, por isso há um número considerável de palavrões no roteiro. Como os conselhos são dirigidos para a mulher, o enfoque também teve de ser adaptado. O desafio feminino não é fazer um homem se deitar em sua cama, mas conseguir fazer com que ele acorde e faça café da manhã.”

capuccino2_v-gallery 

He, he eu adoro fazer café para namorada, não sou tão Brutus assim em “risos”. Dê a César o que é de César Brutus. Nossa! Brutus por que tu matasses César. – O matasses aqui, vai no subjuntivo do pretérito imperfeito, por que não usei mataste?

Por que matar não é nada de perfeito, com licença a Houaiss, mesmo que seja para o tirano César, Brutus matou o seu pai? Não sei se César era pai de Brutus, mas foi essa suas ultimas palavras, por que fez isso comigo meu filho? Vamos deixar Júlio César para os escritos de William Shakespeare.

Não venho aqui fazer uma crítica do filme, como dizem por ai, critico disso é que não sabe fazer isso, crítico daquilo é que não sabe fazer aquilo. Não sei se é verdade essa questão de críticos, mas precisamos de algumas observações e informações antes de comprar o produto.

A Verdade Nua e Crua 8O Brutus, do filme interpretado pelo Ator Gerard Butler, Escocês, ex- cachaceiro, não vamos chamar o homem de ex- alcoólatra “risos”. “Até tu Brutus?

Afinal ele é um advogado, não quero falar mal dos advogados, todos sabem quem bebe, mas não vêem os nossos tombos.

 Muito mais pela bela companhia advogada, nas poltronas unificadas, no escurinho do cinema, um cheiro de perfume no ar de óculos com olhar sério e intelectual no meio das risadas do publico, a moça também ri uauuuu!. Mas o homem ainda tem cara de pinga “risos”, O Spartacus 300 rei Leônidas, ou Atila o Uno, vem salvar a donzela que tem o complexo de cinderela e ainda sonha encontrar um homem perfeito. Ninguém disse a ela, que o único perfeito dessa existência, é invisível e se chama Deus! Isso não é pedir muito para um simples mortal? O curioso aqui é; o ator, a atriz é o dono desse blog nasceram no mês de novembro, viva os escorpiões que sobrevivem a toda dificuldade natural, longe de mim ferrão, cuidado com a fêmea que ela te come, após uma noite de amor.

Vamos para parte mais bonita do filme, bonita por fora, mas com alguns defeitos em seu mundo interno, como a todos nós mortais, que só vê os defeitos alheios, perfume de arrogâncias, mas um sinal de bondade, a moça quer aprender a ser melhor a cada dia. Se fosse passar por uma observação logosófica, esse pensamento que a caracteriza, dando a ela um pseudônimo, se chamaria complexo de cinderela. Ver livro Deficiências e Propensões do  Ser Humanos, está por ai em outro artigo do blog.

heigl-420x538 katherine_heigl_razor_magazine_shoot

Observação: O reflexo fica muito melhor que o todo loiro, por que algumas insistem tanto em amarelar todo o cabelo cabelo em? Prefiro o reflexo, por isso não coloquei a original aqui.

A atriz, Katherine Marie Heigl, a cinderela do filme, me fez recordar do seriado Roswell, com seu papel de Isabel Evans, menina misteriosas com seus poderes de movimentar os objetos, se saindo como a mais espertas dos três extraterrestres, que não era tão terrestre assim.

Como disse no inicio do artigo, não vim fazer crítica do filme, mas deixo registrado aqui a parte invisível do filme, os seja os pensamentos. O que observei no filme nada mais do além, mas existe sim, algo que está muito além dos conhecimentos comuns dos seres humanos, são esses os tabus da psicologia humana, as pessoas, onde me incluo também, vivemos muito para fora, esquecemos de conhecer nossa própria realidade interna. Esse é o conhecimento que vem mostra Pecotche, está na hora de vivermos também para dentro, conhecer a si mesmo e para isso realizar o processo de evolução consciente.

Aprendemos e fomos educados na infância, a conhecer e realizar nossas atividades profissionais nascemos nessa criação sem manual, sobre tudo o que está invisível em nosso mundo interno. Por que temos temor, por que temos medo disso e daquilo, por que ficamos felizes e em outros momentos vem a tristeza? Que pensamentos são esses que se manifestam em nossa mente? Essas e muitas outras respostas eu comecei a encontrar no ambiente logosófico, explorando meu próprio mundo interno, fazendo um estudo de si mesmo, no individual, como se diz, “aprendendo a caminhar não mais com os pés e sim com a mente”.

verdadenuaecrua_1

Como chamar isso de saco de pipoca?  Isso é um balde!

Foi como disse: A verdade não é tão crua e nua assim, dê uma oportunidade a você mesmo, comece a pensar sobre qual seu verdadeiro propósito de vida, como sempre digo e repito nos meus artigos. Não estamos aqui simplesmente para comer, dormir e ser feliz. Quanto muito, os que conquistam essa tão grande e nobre virtude ser feliz. Já pensou que os quatros patas já os são? O que atrapalha não sermos também, com esse poderoso mecanismo mental que possuímos e não o fazemos?

Por isso a grande importância de aprendermos a pensar e para isso é o propósito de usar esse mecanismo que possuímos, deixar de crer para aprender a pensar, anotar, fazer e realizar.

 


1 Faculdades mentais é um conceito da ciência Logosófica, sobre a mente, onde ela conceitua a mente a categoria de sistema. Querendo saber mais sobre o assunto, me escreva logo abaixo do artigo que eu posso enviar o material e convidar para cursos e palestras totalmente grátis.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Aurora boreal

Aurora Boreal Zirr (21)

Algo que já pude comprovar em minha vida, é que quando vamos elaborar um projeto, um propósito, devemos começar a ensaiar essas primeiras atuações desses pensamentos. Como a um ideal que forjamos em nossas vidas.

Aurora Boreal Zirr (16)

O ideal ou seja a idéia que se projeta na mente dos homens, não tem origem de um pensamento, assim como em muitos lugares dos povos e culturas quando se cria algo novo, essa idéia vem primeiro plasmado da criação, essa idéia simplesmente surge isso é o máximo, por isso devemos sempre nos dar oportunidade dessas manifestações atuarem.

Vejo no ideal como o nascimento de um novo ser a essa existência, vindo desse mundo invisível, mais conhecido pelo mundo metafísico. Mas depois que esse ideal é realizado, e principalmente afastado da imaginação, ai ela tem seu nascimento em um pensamento, uma imagem projetada nessa nossa existência.

 


Aurora Boreal Zirr (59)

Por isso eu usei como título desse novo artigo a Aurora boreal, pois ela é umas das minhas maiores fontes de inspirações na criação, junto do céu estrelado. Vai direto no sentir sem passar pela observação da mente, eu sinto na aurora boreal como a um véu que Deus deixa cair sobre esse paraíso, “planeta terra”, como se fosse a serenidade com a atuação do conhecimento “ luz”, fulgor da inteligência se misturando em uma única existência, isso me deixa numa sensação de que essa aurora vem ao nosso planeta, para suavizar os pensamentos pesados criado pelos homens sem consciência, sem propósito, sem o verdadeiro conceito da vida.

Vem aurora boreal, suavizar os pensamentos

pesados da humanidade….

 

 

Os asiáticos acreditam que quem tenha visto a Aurora Boreal viverá feliz o resto da sua vida. Especialmente, acredita-se que seja uma fonte de fertilidade.

A origem do nome Aurora boreal.

O nome aurora vem da deusa romana e boreal do deus grego do vento forte Bóreas, nomes dados pelo astrônomo italiano Galileu Galilei. O fenômeno também é conhecido por noite polar. Nas latitudes do pólo sul ela é conhecida como aurora astral.

As Auroras Boreais são um fenômeno luminoso que ocorre nas zonas polares. Originam-se quando as partículas eletricamente carregadas, transportadas pelo vento solar, chocam a grande velocidade com os átomos e moléculas da atmosfera terrestre. Os choques provocam a excitação dos átomos e das moléculas que emitem um fotão luminoso, quando se descarregam.

Tal fenômeno não se restringe a Terra, também ocorre em outros planetas do sistema solar como Júpiter, Marte, Vênus e Saturno. Ele também pode ser reproduzido de forma artificial. O local onde há maior incidência da noite polar é na Lapônia Finlandesa.

Aurora Boreal Zirr (25)

Vamos deixar de lado essas lendas, fábulas e crenças. Me sinto mais próximo de Deus pelo conhecimento, pelo que consigo identificar, em sua ciência universal. E por falar em ciência, como poderia esquecer de Galileu Galilei, meu entendimento e minha sensibilidade me mostra hoje, que esse cientista sempre esteve mais perto de Deus, mesmo nas masmorras que lhe foi deixado por revelar uma verdade, uma verdade que não foi aceita pelos tiranos e ditadores católicos com suas inquisições, e ainda usam o nome de Deus para caçar como animais os que chamavam de hereges? E ainda se dizem que são representantes e intermediários de Deus? Prefiro dizer que tenho em meu sangue imaterial a herança desse cientista e morrer sem trair minha consciência, assim como diz Sócrates, tomo a cicuta a trair minha consciência.

Aurora Boreal Zirr (32) 

Em 1642, ele morreu cego e condenado pela Igreja Católica por suas convicções científicas. Teve suas obras censuradas e proibidas. Contudo, uma de suas obras (sobre mecânica) foi publicada mesmo com a proibição da Igreja, pois seu local de publicação foi em zona protestante, onde a interferência católica não tinha influência significativa. A mesma instituição que o condenou o absolveu muito tempo após a sua morte, em 1983.

Mas que conversa fiada é essa absorveu do que? como reparar um mal pelo simples reconhecimento do que o fez? Quer dizer que eu faço um mal e simplesmente reconheço que fiz esse mal e está resolvido? e Quem vai reparar esse erro feito?

Esse artigo em memória a todos homens de ciência, que foram caçado pelas hipocrisias religiosas, e por falar nisso, hoje um movimento contra as intolerâncias, mas não se esqueçam que temos que ter tolerância, com todos os seres humanos, e essa tolerância começa primeiro respeitando a liberdade de pensar de cada um, assim como ao livre arbítrio que foi deixado pelo criador.

Aurora Boreal Zirr (13) Sei que todos querem o bem para todos, mas não podemos impor esse bem, pois estaremos infringido as leis universais.

 

Comece primeiro a ter tolerância consigo mesmo, começando primeiro aprendendo a viver a própria vida e não a vida alheia. Eis ai um começo da tolerância, começando a pratica a paciência em si mesmo.

Está na hora de começar a viver livre dessas crenças e superstições, não podemos viver de lendas, a espera da aurora boreal para viver feliz para sempre. Isso não é um pouco de egoísmo? Mas existe sim uma forma de poder suavizar os pensamentos pesados que entram e saem da mente, começando a não incomodar o semelhante, aprendendo a bastar a si mesmo.

sábado, 1 de agosto de 2009

Ser bom, mas não tolo; eis a questão.

Registrar um bem recebido, mais antes uma pequena advertência, advertir algo nada mais grato do que fazer uma advertência com doçura e com conhecimento, para isso uso as palavras do pensador humanista González Pecotche, criador da ciência logosófica.

rodrigom_pensar
“O bem que fizermos ao semelhante deve ser espontâneo, nunca obrigado; nem sequer pelas circunstâncias. Isto quer dizer que nossa bondade terá de estar subordinada unicamente ao nosso livre arbítrio e ao nosso sentir”.
Da Sabedoria Logosófica
Não haverá bem maior do que aquele que recebemos justamente pelo bem que fazemos ao nosso semelhante, sem os fragmentos da obrigação. Muitas vezes tenho observado muitos amigos fazerem o bem, observo nessas atuações um fragmento da bondade de Deus.
Também observo que muitos os fazem por temor, porque acha que tem que fazer, porque a dificuldade de um e outro é sua responsabilidade. Deixamos de lado essas dificuldades de outros e vamos pensar mais sobre essa questão.
O Bem que temos que dar ao nosso semelhante como diz Pecotche tem que ser espontâneo, por que se não for assim, tem o pensamento do interesse, essa já não será uma bondade realizada conscientemente, mais ainda se fizer um bem e esperar ele de volta da mesma pessoa, também é fruto do interesse.
A mulher O que quero dizer é temos sim que fazer o bem e olhar a quem sim. Essa crença antagônica de dizer que devemos fazer o bem sem olhar a quem! É um bem que não se perpetua. O bem tem que seguir a lei de correspondência, quando me refiro a essa lei, digo que quando se der um bem, procurar que esse bem seja dado a um ser, e que esse ser seja merecedor desse bem, o exemplo desse merecimento é, aquele bem que fazemos a um e onde observamos que ele será repassado a outro e assim continuadamente, para que esse valor essa virtude não fique egoisticamente nas mãos daquele que o recebeu.
Nada mais prático para se comprovar uma verdade, como as nossas próprias experiências de nossas realizações e iniciativas. Veja esse exemplo que tive de uma gratidão recebida pelo um bem realizado, maior do que um bem recebido, deixei registrado essa gratidão na sobrecapa do livro a quem estava presenteando.
.  O_Senhor_de_Sándara_7_edicao_27_Português_28_7_2008_21_37_35 1
O livro que presenteio, está contido nele, meus mais puros sentimentos, pois é justamente essa a gratidão que tenho quando dou um livro, estou deixando um pedacinho de mim, em imagens invisíveis às escondidas, mas só poderá ver essa imagem quando conseguir ler com o coração, pois é justamente a sua parte sensível que vai revelar essa imagem. Assim através dos conhecimentos que estão nesse livro, será em verdade para alimentar seu espírito.
O perfume que vai nesse livro, tem também os mesmos sentimentos, mas esse por se físico é para perfumar a alma.
Só que um perfume deve ser dado apenas para quem amamos, pois é uma forma sentir o cheiro da pessoa amada, assim como sentimos os perfumes das flores dos campos, sentimos mesmo sem poder tocar. Mas deixamos tocar o coração pelo ar perfumado que enche os pulmões.




LibrosTodos[1]
Para saber mais sobre esse livro e outros que indico acesse o link da editora. Todos os livros são vendidos sem fins lucrativos, acessando o site da logosofia tem um banner a direita que dar direito a um livro grátis.  Link Logosofia 

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Um balde e um prosseco

 

Na madrugada paulistana, de sábado para domingo na semana que se aproxima o ano novo de 2008, no silêncio da madrugada, colocando o notebook no coloco para registrar algumas anotações e fazer algumas leituras na Intrenet. No silêncio daquela noite o espanto! Uma chuva enorme com trovoadas que se expande suas ondas de som por toda a cidade, como o grito da natureza dizendo, eu, eu estou vivooo!!
balde com agua Após alguns minutos dessa chuva forte e passageira, me levanto para fazer um capuccino, e qual foi a minha surpresa, a janela da área de serviço do apartamento do terceiro andar ali aos arredores do estádio do morumbi estava toda aberta, como se diz o popular, toda arreganhada, como pedindo para a chuva entrar.
Entrou, entrou muita água! E qual foi a minha maior surpresa e foi o motivo de fazer aqui no blog, uma grande homenagem, uma homenagem de gratidão que tenho, tenho gratidão por muitas coisas as vezes até pelos meus inimigos que advertem como que  me avisando para que eu preste mais  atenção, minha gratidão pelo meu querido balde que me ajuda a deixar o ambiente limpo.
Lá estava ele todo robusto cheio de água, como dizendo para chuva aqui você só passar se for por cima de mim, pois o resto entra pelo ralo. É se não estivesse esquecido o balde bem na frente da janela aberta ia água até o tapede da sala e lá estava ele todo robusto cheio d´agua, suado pela luta entre o balde e a chuva.
Balde champagne 
Por isso resolvi fazer essa poesia abaixo para todos os baldes, e principalmente a imagem daquele balde mais evoluido, que brinda todas as mesas em momentos especiais com seu doce e gelado espulmante.




Há! isso me fez recordar a virada do ano de 2008, de uma mesa feita para dois por uma pessoa que tem uma verdadeira arte de preparar as coisas, seja comida, seja organizar e cuidar de tudo e de todos.
 31-12-07_2209

Um brinde aqui com um prosseco, feliz de mim, com sangue tão doce que, duas taças daquele espulamente já fico alegre sem razão, sem consciência, preparado para cair no colo de alguém. Mas essa é uma outra experiência, é segredo, sendo quardo-o comigo.
Uma homenagem a todos os baldes do mundo, balde grosso com cerveja, balde fino com prosseco.
O Balde, “The Bucket”
Balde que é usado para carregar água,
que vai à cabeça da camponesa para lavar a tua roupa,
para matar a tua sede,
para regar as plantas.

clip_image005 Balde que derrama água pelo chão,
no rebolado da moça,
de cintura fina,
de cintura grossa, clip_image006
de andar rápido,
de andar devagar, 
de passos firmes,
de passos fracos.


Balde que derrama água,
que cai pelas entranhas nas rachaduras da terra seca,    
como a natureza pedindo água para seus campos secos.

Balde que você esquece as escondidas na escuridão do porão,
quando dele não precisa,
quando dele não se recorda,
nos dias frios,
nos dias de muita chuva,
tudo molha,
tudo pinga,

Lá está o balde protegendo das gotas frias nesse dia de chuva.
Como anda a sua vida?
Como anda o seu balde?
Seu balde é de lata?
Seu balde é de plástico?
Seu balde não está bem?

Não chute o seu balde,
saiba valorizar as coisas mais simples da vida.
Já reparou que a vida é simples e você as complica!

Se as coisas não estão bem você tem uma parte de culpa,
pois malgastou um dia o seu balde,
infligiu a Lei de Correspondência.

Conheci na logosofia, muitas leis universais, essas leis foram criadas para regular o universo, quem conhece como as mesmas atuam em nossas vidas, se beneficiam delas e antecipa a vida.
Como diz o primeiro pensamento?
Chutou o balde!

Como hoje é festa e me beneficio por conhecer algumas leis universais atuando em minha vida.
Eis aqui em imagem o meu balde com um espumante, eu brindo com você meus pensamentos, minha felicidade em está ao seu lado como a um balde e um prosseco.
FELIZ ANO NOVO
fogos033

segunda-feira, 1 de junho de 2009

A palavra que tem conteúdo

 

O conhecimento nunca ocupa espaço na mente. 

A ignorância que ocupa o espaço do conhecimento.


Ouço todos os dias, palavras sem vida e conteúdo, quando algumas chegam a minha faculdade de ouvir, sejam direcionadas para me agredir ou não, reflito e aumento minha atenção, justamente para não dar vida a esse pensamento que criou vida na boca daqueles que não tem consciência sobre essa realidade.

adntm_mente_thumb6

 Como já comprovei em meus estudos, toda palavra mal gasta, não tem vida e não geram energias, por isso que elas saem tão rápido das mentes humanas, que muitas vezes já se alojam em outras mentes, que aquele primeiro que deu vida a esse pensamento em palavra falada ou escrita, ele mesmo nem se dá conta dessa realidade, justamente como disse no inicio, não existe consciência para poder dar conteúdo a sua utilização da palavra.

Eis ai a importância de ficar no silêncio e observando o pensamento, ir procurar outras moradias para se alojar. A palavra que tem conteúdo, está protegido pelo conhecimento.

lingua[1]_thumb[6]  O que se pode esperar da mente que dar moradia aos pensamentos sem utilidades e sem vida? Uma vida morta, porque não existe na mente a luz do fulgor da inteligência.

Finalizo em minhas reflexões que, toda mente que cria e alimenta os pensamentos do mal, está afastado de seu próprio espírito. “Único intermediário aceitável para chegar a Deus”

A mente que tem o conhecimento e é consciente de todas as realidades da vida, sabe como a mesma atua, pois comprova essa realidade na vida “ainda em seu existir físico”.

LCM5 A primeira imagem acima, é apenas ilustrativa, mais o conceito das palavras deixada nessa imagem está totalmente errada. A mente de cada ser, é uma só, o que difere uma mente de um ou outro individuo, são os pensamentos que abitam essa mente. Por que os pensamentos são os agentes psicológicos que dão conteúdo e vida a esse individuo que pensa ou não, ou apenas é joguete dos pensamentos que tem vida própria.

Se quiser saber mais sobre esse novo conceito da mente e os pensamentos. Leia o livro de González Pecotche.
Click aqui para acessar o livro na Editora

terça-feira, 19 de maio de 2009

Meu presságio

Assisti nesses dias ao filme o pressagio “com o sobrinho do Coppola”. Nicolas Cage. Se eu tivesse conhecido essa palavra antes do filme, talvez tivesse aproveitado o filme um pouco mais e não ficaria pensando que era um filme de terror. Eu devia ter perguntando para a professora que estava ao meu lado. Há, ia mostrar minha ignorância? Era melhor “riso” afinal a humildade pode com o afeto lubrificar o egoísmo. Como sei os homens de conhecimentos são os mais humildes.

pressagio

A palavra presságio: Segundo Houaiss

1-fato ou sinal pelo qual se julga adivinhar o futuro; prenúncio, agouro
2- indício de algo que está para acontecer, sentir.

Pensando ser filme de terror, que não me vinculo, mais o suspense sim, e tinha até o final do filme, uau! Fiquei esperando a Cia, pular em meu ombro para me socorrer, como não fez, eu tenho um pensando do “Tijuca”(1), se estou aqui, não vou perder a viagem hun! Água na boca! Afinal nem comprei pipoca com coca-cola.

E por falar em viagem foi esse o final do filme, foi também meu presságio de entendimento, a cada mistério que era revelado aos poucos.

O presságio do dia é: Se você assistiu ao filme, terá entendido porque esses números abaixo estão o resultado do sorteio da loteria federal dos próximos meses, e você não precisa esperar 50 anos para ficar rico. Apenas precisa descobrir os números e o dia, todo caso se jogar toda semana, terá eliminado um obstáculo “risos”.

Como é bom, ver um filme e pensar a respeito, pensar e refletir o porquê disso, o porquê daquilo, e qual o propósito dessa mensagem? Não é mais um filme para o dinheiro no bolso. Loterias a parte, meu ganho e gratidão é a possibilidade de receber os pensamentos do escritor em imagens e entendimento dessa mensagem. Dessas possibilidades que o futuro da humanidade nos apresenta.

pressagio2  2 3 5 7 11 13 17 19 23 29 31 37 41 43 47 53 59 61 67 71 73 79 83 89 97 101 103 107 109 113 127 131 137 139 149 151 157 163 167 173 179 181 191 193 197 199 211 223 227 229 233 239 241 251 257 263 269 271 277 281 283 293 307 311 313 317 331 337 347 349 353 359 367 373 379 383 389 397 401 409 419 421 431 433 439 443 449 457 461 463 467 479 487 491 499 503 519 052

Agora brincadeiras a parte, se você for como eu, que pouco me lixo em jogar na loteria, e muito menos ter vida fácil a espera de um milagre “Esse é outro filme”, mais do que ganhar na loteria, de uma lógica do quem vem fácil, vai fácil. E na atuação das leis, onde não se está preparado para receber esse bem, como um fim egoísta, em querer tudo para si, sem fazer esforço algum.

O filme embora seja uma ficção, algo que se observa fora de nossas possibilidades humanas, tem a sua parte cientifica já observada por cientista na atuação da nossa estrela maior que estamos em sua órbita o sol.

contact


Pude refletir também, o quanto somos pequenos, o quando de fragmento temos do universo, temos sim uma partícula divina. Essas reflexões onde tive um diálogo com meus pensamentos, se utilizando da nobre faculdade de recordar que a utilizamos com método, na teorização e experimentação que aprendi na escola logosófica.


Recordei de alguns pensamentos do cientista e escritor Carl Sagan, sobre sua frase conhecida. “Se estamos sozinho no mundo, o universo é um tremendo desperdício de espaço”. Nesse questionamento chego a duas observações, se somos sós, quanto egoísmo acreditar nisso, ou quanta honra ter tudo isso para esse grão de areia apenas em uma única galáxia? Não, minha sensibilidade vai mais longe que meu entendimento e/ou minha razão que não pode discernir sobre um conhecimento que não possuo. Por isso sempre digo, a sensibilidade ultrapassa as barreiras comuns das coisas banais da vida, aos pensamentos sem vida e utilidade.

Como diz González Pecotche em seus livros, “Algo extra-humano existe dentro de cada ser humano, a quem Deus dotou de faculdades, que foi negada as demais espécies do universo. O homem que não foi concebido da besta, não tem o porquê se comportar como tal.” Penso que são essas algumas de suas palavras proferidas em alguma conferência ou artigo, não me recordo qual, mais tenho em mim esses pensamentos que foram fixadas em imagens vivas, com afeto e conteúdo que minha sensibilidade acusa e me faz recordar.

editora

Penso ter ouvido pelos corredores da escola, um pensamento desses, que fizeram ao Mestre de sabedoria. Existem outros seres no universo fora nós? Em verdade não já fizemos tantas vezes essa pergunta? Por que tantas inquietudes têm em relação a isso? Eu quando fui responder, disse sim e com certa confiança. Mais perguntei por que ainda não conhecemos? Num sopro de entendimento de meu sentir “meu espírito” recebi essa resposta, onde eu mesmo respondi no vazio vindo do meu mundo interno. Ainda não estamos preparados, existem muitas crenças nos homens que deixaram de pensar e está cada vez mais indo pela via errada, a verdade está lá fora, mais a resposta está dentro de nós que temos essa partícula divina do universo.

Você não percebeu que eu não respondi a resposta do Mestre? Quer saber mesmo? E engraçado que ele respondeu para o perguntador sem reflexão. O Mestre de sabedoria disse: “Existe sim outros seres no universo e tem uns que são tão evoluídos que você não serviria nem para ser escravo”.

Eis ai a nova cultura, uma nova forma de sentir, viver e conceber a vida. Onde temos que aprender a bastar a si mesmo, a aprender a pensar, para poder gerar e dar vida e conteúdo aos novos pensamentos e acabar com esse egoísmo que existe e sempre existiu na humanidade.

Se você quiser saber mais sobre a logosofia, baixe grátis, jornais e revistas logosóficas totalmente grátis onde tem vários artigos publicados:  www.logosofia.org.br

No site tem a promoção de receber um livro muito bom grátis e agendas de várias palestras e reuniões informativas sobre o assunto.

(1)  Nota: Tijuca era um amigo que há muito tempo não o vejo que sempre tinha essa frase, das coisas que ele fazia, dizendo sempre “se estou aqui não vou perder a viagem”. Sobre os comentários que ele não tinha vergonha.