Antonival Zirr

domingo, 1 de março de 2009

A parte que te falta irei preencher

 


Reflexao 
Seu suave rosto
Seu suave sorriso
Seus fios de ouros que se transforma em cachos
Seus olhos que penetram em minha alma
Sua boca com lábios suavemente grossos
Deixa-me com sede e com água na boca
Para te tocar e te beber, no gole eterno
Penetrando um no outro, como se fosse um só
Completando a parte que me falta
A parte que te falta eu irei preencher
Com o toque de minha alma.







Um beijo que venho de longe conquistar
Para deixar registrado na minha estrada da vida.

Mais todo homem precisa de um sinal
Para poder gerar vida e se movimentar
Sendo sua estrela, sua amada
Seu guia que irá orientar

No momento que não existir o fulgor da inteligência.

olhos1
"O fulgor da inteligência deverá servir para iluminar
o futuro da vida do homem, fazendo com que ele seja dono se duas forças...” Pecotche