Antonival Zirr

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Passado, presente e futuro

 

 

Memórias da cidade de São Paulo…

Por que essa cidade leva esse nome?

Slide52

Slide44  Slide23 Slide35 Slide39 Slide40 

Memórias da cidade de Piratininga do dia 25 de janeiro de 1554

Memórias de um mundo melhor…

Memórias do passado, presente e futuro…

Memórias que não existe nas vítimas de Alzheimer.

Memórias é o que dizem, que não tem o povo brasileiro…

Memórias é o que não tem muitos povos não só os brasileiros..

Memórias, música da roqueira simpática Pity.

Slide43Memórias é o que me falta toda vez que me pergunto:

Quem sou eu? 

Para onde eu vou?

De onde eu vim?

Quantas perguntas sem respostas.

Memórias é o que recordo sempre, de minha primeira inquietude espiritual. A primeira pergunta útil que fiz a minha mãe.

Mãe de onde eu vim? – Tinha que está passando acima da cabeça e de muitas outras… um avião.

A mãe responde naquele exato momento: Deixe de perguntar coisas difíceis menino; a mãe não se contenta em deixar o filho abandonado sem respostas; o vento sopra muito forte e o balançar das folhas do coqueiro, fazendo barulho; o olhar para o céu azul… vê o avião passar.

Slide4

A pergunta pronta e feita para o menino inquieto. “Tu veio daquele avião Antonival.”

Agora vou coçar a cabeça, como fiz na minha primeira pergunta útil que foi embora naquele avião…Enquanto vejo o menino correr descalço afundando os pés naquela areia branca…

Memórias que recordo de minha infância querida, que os anos não trazem mais… Trazem sim Cassimiro de Abreu, que conversa é essa? Vamos penetrar e conhecer o mundo metafísico o mundo invisível aonde vivem e habitam os pensamentos, para trazer e reviver essas imagens perdidas de nossa infância querida.

Memórias, quando precisamos dela, ela não ajuda, por isso é necessário encontrar dentro da mente uma espécie de seletor de elemento, que não precisa da memória, pois na hora que precisar dela ela falha, foi isso o que disse meu mestre de sabedoria, González Pecotche, quando estava falando sobre a concentração mental em seu livro Biognoses…

Existe um pensamento que muitos falam, e por não ser dono desse pensamento, não existe nenhum elemento do que se está falando.

Por exemplo esse dito popular: “Quem vive de passado é museu”. O que seria nossas vidas se não fosse nosso passado? Pergunte isso a uma pessoa com mal de Alzheimer.

O que somos hoje, o somos justamente pelos diversos seres que fomos no passado. Se continuarmos a não ser nada hoje, seremos o mesmo nada de amanhã e o que vamos realizando hoje, será construído no amanhã uma imagem de um novo ser, justamente o que realizando hoje, no presente, será no futuro nosso passado que dependerá do que fomos ontem.

O que quero dizer é; precisamos viver, no passado, no presente e no futuro, para que dessa forma, passado, presente e futuro possam nos dar, elementos conhecimentos, para preparar as gerações futuras um mundo melhor.

Que pensamento mais nobre é, fazer com que se anele deixar mais felizes as gerações futuras?

O que você faria se voltasse ao passado e pudesse reconstruir essa cidade?

Ruas mais largas, mais controle de saneamentos básicos? Deixar o rio Pinheiros com patos e gansos, ao invés de pneus e lixos?

O que acontece é que, temos que fazer algo parecido com essa cidade, começar a limpar esses lixos e tralhas que se encontram dentro de cada mente humana, aonde eu me incluo, afinal eu faço parte dessa humanidade.

Limpar esses pensamentos malignos que alimentam apenas a personalidade a persona a mascara e dar elementos de conhecimentos, afeto e referências para as gerações futuras.

Slide46 Slide45

Passou um pensamento aqui, vamos ver; atualmente está ocorrendo tantos assaltos e furtos como jamais visto nessa cidade, tem se a impressão que a cada dia aumenta a indiferença do poder de policia na mesma proporção que aumenta o pensamentos do mau.

As nossas autoridades precisam de conhecimento e dar solução e caminhar cada vez mais em direção, a combater essas indiferenças que existe nesse governo e acabar com essas, pragas, parasitas e ratos que se encontram nos esgotos dessa cidade.

Como cobrar algo de nossos governantes; se somos nós que colocamos no poder? Penso que é falta de conhecimento de um povo. Como diz o dito popular.. “cada povo tem o governante que merece”. Isso é bom, para quem pretende ser líder? Para não atrapalhar seus projetos egoístas? Não chamo isso de democracia, aonde o povo não pensa.

Slide52 Slide53

Precisamos começar de pequeno e pensar em ser grande, pensar mais além dessas coisas pequenas da vida, essas indiferenças que existem entre tantos semelhantes pelo mundo.

De modo que; a causa e solução de tudo isso, começar dentro de cada um, a começar primeiro não anelando os pensamentos inúteis, que não agrega nada ao futuro se si mesmo e do semelhante.

Muitos já falaram isso e não trouxeram nenhum método e solução de como fazer. Como diz aquele programa de TV, acredite se quiser, mas eu encontrei um método, uma solução.

Para que isso se realize, não basta só uma andorinha cantando no galho, é preciso que cada um, comece a se perguntar: Aonde existe esse método e essa solução para mudar o mundo?

Começando primeiro a mudar o mundo que existe dentro de cada um.

Se você quiser mais fotos antigas da cidade de São Paulo, Álbum de mais fotos